Ainda o lixo

A revista “The Economist” de 26.02.2009 publica interessante série de artigos sobre o problema representado pela geração de lixo no mundo moderno. O tema é abordado em detalhes, abrangendo desde técnicas de reciclagem e de incineração até formas de disposição e exemplos de ecovilas que quase não geram resíduos.

O problema da economia atual é que ela opera em ciclos abertos: produção, consumo e descarte. Por outro lado, os sistemas naturais operam em ciclos fechados, ou seja, o “lixo” de um organismo é a “matéria-prima” de outro. Portanto, operar em ciclos abertos é insustentável, pois as quantidades crescentes de resíduos dos processos de produção e de consumo causam impactos que vão desde o entupimento de bueiros (lixo doméstico) até às mudanças climáticas (gases emitidos pela queima de combustíveis fósseis, bem como conversão de florestas em áreas agrícolas).

Estes impactos já estão afetando a economia real, e deverão acentuar-se num futuro próximo. Por uma série de razões, as soluções mencionadas pela “Economist” dificilmente poderão ser adotadas globalmente num futuro próximo, já que o que é possível nas condições européias ou norte-americanas pode não ser possível nas condições de Bangladesh.

Portanto, é necessário que a economia feche os seus ciclos, imitando a natureza. Produtos só podem ser lançados no mercado se o resíduo final for reabsorvido pela economia. Do contrário, corremos o risco de perecer num mar de lixo.

Uma forma de fazê-lo é adotando um sistema de tributação baseado em critérios ambientais. Outra forma é proibindo que ciclos abertos sejam criados. Esta solução foi adotada em Bangladesh, que vetou o ingresso de sacolinhas plásticas em seu território depois que a poluição por elas provocada obstruiu afluentes do rio Ganges.

Considerando a dimensão da atual crise ambiental, não se pode criar um problema e depois esperar que as “forças de mercado” encontrem uma solução. A saída sustentável é evitar que o problema surja, operando em ciclos fechados.

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: